Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Crise e síndrome de Estocolmo (*)

(Publicado originalmente em Carta Capital)


O conservadorismo gostaria de impor a Dilma no Brasil a mesma receita adotada por Mário Monti na Itália.


Equivalente a que os republicanos querem enfiar goela abaixo de Obama nos EUA.


A mesma purga que o comissariado do euro aplica contra as populações da Espanha, Portugal, Grécia, Bélgica etc.


Com as consequências sabidas. 


As urnas revelaram nesta 2ª feira que os italianos preferem Berlusconi ao tecnocrata querido dos mercados. 


Na zona do euro, à exceção da Alemanha, a economia tornou-se uma usina de pobreza, êxodo, despejos, fome e demissões. 


Nos EUA as grandes corporações tem quase US$ 1 trilhão em caixa, mas o desemprego não encoraja investimemtos.


Antes da implosão neoliberal, o fluxo financeiro das corporações somava um déficit equivalente a 3,7% do PIB.


Agora, acumula um superávit de aproximadamente 5% dele. 


O dinheiro ocioso queima como batata quente.


Não há muito o que fazer com ele.


A taxa de juros é negativa; as bolsas de commodities andam…

O que Aécio faria do Brasil que temos hoje?

O que Aécio faria do Brasil que temos hoje?
Encarregado de fazer o contraponto à la carte para a mídia, Aécio Neves sequer roçou a grande pergunta embutida no feixe de avanços sociais e econômicos reunidos pela Fundação Perseu Abramo, para o evento da última 4ª feira, '10 Anos do PT'. 


A pergunta é:


'Se voltasse ao poder, o que o conservadorismo faria do Brasil que temos hoje?'


A omissão não deve ser debitada à superficialidade pessoal do provável candidato tucano em 2014.Colunistas da cota reservada a José Serra sibilam essa interpretação.


Maldade.


O fato de Aécio ter omitido preferências não significa que não as tenha. 


Ele as tem.


São as mesmas dos seus rivais de partido; as mesmas dos vulgarizadores de seu credo na mídia.


As mesmas marteladas pelos professores-banqueiros encarregados de pavimentar a candidatura conservadora até 2014. 


Fácil é defendê-las em artigos acadêmicos. 


Palatável, discorrer sobre elas em colunas dirigidas aos iniciados da mesma igreja.


Complicado assum…