LABORATÓRIO ASTRAZENECA RETIRA SPLENDIL DO MERCADO



Já sem o genérico Felodipino, o Laboratório ASTRAZENECA DO BRASIL LTDA retira o SPLENDIL do mercado sem explicações: um crime contra a saúde pública!


Tive uma longa conversa com o Tonhão, que estava pau da vida. E tinha razão, eu acho. Afinal, é o dele quer está na reta e, como se diz, pimenta no olho dos outros é refresco. Mas vou relatar o que ele me contou para que cada um tire sua conclusão.

“-É, meu irmão... pobre tem mais que se foder mesmo”, começou assim, do nada, entre uma olhada no copo de sua cervejinha e outra para a bunda da morena que passava, a revelarsua indignação. E continuou sem esperar nada de mim, “a porra dos laboratórios mandam nessa merda e um dia vou perguntar pra eles se quando fodem eles beijam, porque vou pedir pra dar doiszinhos aqui na minha nuca por que tão me fodendo há muito tempo, e agora, tá duro de aturar”.

"- Mas o que que houve , negão?", perguntei (posso trata-lo assim, pois somos do tempo em que não existia racismo no Brasil e esse tratamento carinhoso, tão carinhoso quanto chamar alguém querido de “seu puto, vem cá me dar um abraço”, era natural e revelava intimidade e amizade entre os interlocutores e nenhum receio de patrulha ideológica).

Então ele me contou o que aqui reduzo a termos menos impuros e mais aceitáveis para as pessoas de fino trato.

O laboratório ASTRAZENECA DO BRASIL LTDA é o fornecedor do medicamento SPLENDIL, que tem dosagens de 2,5mg, 5mg e 10mg. Um medicamento hipertensivo.

O princípio ativo do medicamento é o FELODIPINO. Durante alguns anos, o FELODIPINO, que estava na lista dos genéricos do Ministério da Saúde, aliviava um pouco o bolso do consumidor, obrigado pela patologia crônica da hipertensão.

Aos poucos o genérico FELODIPINO foi desaparecendo do mercado, até que somente ficou o SPLENDIL. Não tinha saída e, mesmo caro, recorria-se a ele (falo no plural pois são milhares que usam o tal medicamento), não tinha outra maneira. Aquele papo de “se ficar o bicho come”.

Há cerca de 2 (dois) meses no entanto foi ficando difícil encontrar o SPLENDIL, de qualquer dosagem, nas farmácias. Tal como ocorreu com o genérico, foi desaparecendo aos poucos das farmácias até que desapareceu por completo.

Não por duvidar de Tonhão, sujeito nobre e justo, mas por curiosidade liguei para 56 farmácias na zona sul do Rio, principalmente Botafogo, Humaitá e Jardim Botânico: e, nada! Apenas informam que o laboratório não está fornecendo o produto. Assim, sem maiores explicações.

Como Tonhão, alguns milhares de hipertensos apenas se adaptaram a esse medicamento. A pergunta é: o que fazer?

Os laboratórios, sem prévio aviso, retiraram de produção o genérico do SPLENDIL, chamado FELODIPINO, e como disse, agora, o ASTRAZENECA DO BRASIL LTDA retirou o próprio SPLENDIL (de todas as dosagens, também sem prévio aviso). Tipo “que se dane o avião, não sou o piloto”. Nem uma farmácia tem em qualquer apresentação, nem de 2,5, 5, ou de 10mg. Um absurdo.

Creio que o Ministério da Saúde do Governo Dilma não deixará barato. Para mim, isso é crime contra a saúde pública e contra a vida de um número não avaliável de pessoas. Coisa para a qual o Ministério Público Federal, sempre diligente, e a OAB Federal, devem denunciar de imediato.

O Governo não pode cruzar os braços. Pelo Tonhão e por milhares de “tonhões” que estão sendo desrespeitados como consumidores e cidadãos... além de terem suas vidas sido colocadas em risco.

Basta de abuso por parte dos laboratórios contra o povo brasileiro e conta as pessoas que aqui vivem.

Justiça, neles!

Comentários

amcm disse…
É uma falta de respeito com consumidores que utilizam este medicamento por mais de 10 anos como minha tia de 82 anos.Alguma providência tem que ser tomada contra esse "laboratório".Bando de mercenários!!!
Importante divulgar essa denúncia, espalhar pelos blogs, FaceBook e e Twitter. A união faz a força.

retiraram o genérico dela entes (Felodipino), como não houve estardalhaço, ficou apenas o de marca que, agora, também estão retirando.
celso verillo disse…
minha mãe de 88 anos tambem toma esse medicamento precisamos do generico porque alem de estar dificil de encontrar o splendil esta caro demais por isso espero do governo alguma solução.
Pois é, caro Celso. Infelizmente vejo mobilização para muita coisa, abaixo-assinado, etc.; já até escrevi para o e-mail de todos os deputados federais e senadores da República, denunciando isso que é um crime: e obtive apenas o silêncio como resposta. Força dos laboratórios? Não sei. Mas sei que o governo federal deve interferir. Voltarei a escrever, desta vez para a presidenta Dilma. Grande abraço!

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para Oxossi

A guerra perdida: 31 vítimas de bala perdida em 31 dias, no Rio de Janeiro.

A França não merece perdão