TEMA DE ESPERAR VOCÊ



TEMA DE ESPERAR VOCÊ





por Paulo da Vida Athos*



Você pode tentar me esquecer,

como faz agora,

e em momentos pensará até que conseguiu.


Você pode mergulhar no mundo,

tentando afogar seu amor por mim,

nele, encontrará muitas ilusões, eu sei,

mas sei também que não encontrará sequer

um sonho!


Você pode buscar, no sol

a ilusão de um beijo meu.

Nele, por certo encontrará calor,

eu creio,

mas jamais obterá o meu carinho.


E quando a brisa caminhar,

livre!,

entre os fios de seus cabelos

e imagens

nossas

brincarem em sua mente,

trazendo aquela praia,

e aquela noite,

em que você foi minha,

para não se sentir sozinha

abrace forte a quem tomou o meu lugar

nos braços seus,

mas que não soube me substituir

no coração.


Você pode encontrar

no mar, a imensidão,

mas não encontrará a profundidade,

nem a verdade

que só existe em meu amor.


Você pode encontrar em alguém,

os meus gestos.

Mas em ninguém encontrará

minha ternura.

Pode até encontrar os meus olhos,

mas jamais encontrará,

o meu olhar.


Você pode rasgar minhas cartas,

meus retratos,

no momento em que a mulher,

essa adorável mulher que existe em você,

ceder lugar à criança.

Mas o que não poderá fazer,

mesmo se quiser,

é me apagar

da lembrança.


Você pode entrar em seu carro,

e na velocidade,

na loucura de um momento,

apagar de sua memória

a nossa história.


Você pode correr... viajar...

Você pode fazer tudo pra tentar fugir.


Porém, em algum ponto da terra

haverá uma flor,

uma estrela,

ou uma poesia,

que fará você parar...

e pensar em mim.


E quando nada mais houver

para ser feito,

se meio sem jeito

descobrir que ainda

está me amando,

volte!


Mesmo assim eu lhe quero...

e ainda estarei esperando!




*Paulo R. de A. David

Visite e comente em nosso blog

Comentários

Mariluce disse…
Sua poesia é linda, porém muito triste p/mim.Pois me coloco no lugar dessa mulher, que não sou eu.Estarei com vc sempre. Lembrarei de vc sempre, porque te amo. Bjs
Silvana Leal disse…
Sutil,delicada e apaixonante. Demonstra um amor desmedido com certa dor e saudade, mais muita poesia e suavidade.
Parabéns!!!

Silvana Leal
Michel Luis da C. R. Leandro disse…
Olá, primeira vez que visito esse blog.
Poxa poema lindíssimo!!!
Gostei muito, muito é pouco e pouco é muito.
sensasional.

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para Oxossi

A guerra perdida: 31 vítimas de bala perdida em 31 dias, no Rio de Janeiro.

A França não merece perdão