STF: a Corte que faz corte à Mídia















O que esperar de uma Corte que faz corte à mídia, à fama, ao Poder e à popularidade?

O que esperar de uma Corte com um percentual tão baixo de magistrados e tão prenhe de juízes que não são oriundos da magistratura, mas sim de escolhas políticas?

O STF, especialmente: quantos são os componentes oriundos da magistratura, que não passaram, em algum momento da vida profissional, pela porta do Quinto constitucional?

A escolha de magistrados para as Cortes de Justiça, em meu ponto de vista que não influencia nada além de minha alma, em Brasília e em todo o Brasil, deveria ser por sufrágio de votos apenas de magistrados, de todo o Brasil, entre magistrados, com a garantia, sempre, dos princípios da inamovibilidade e irredutibilidade de salário, para manter sua independência.

Para retirar algum eleito que faça as asneiras que estamos assistindo o STF fazer, que fosse previsto um plebiscito entre os mesmos que os levaram ao cargo através de voto. Até lá, contamos apenas com o tempo.

Mas o tempo tem o malefício de retirar alguns membros que, de fato, são grandes e respeitáveis Magistrados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para Oxossi

A guerra perdida: 31 vítimas de bala perdida em 31 dias, no Rio de Janeiro.

A França não merece perdão