quarta-feira, 2 de maio de 2007

ACRÓSTICO






ACRÓSTICO




por Paulo da Vida Athos


Minha...

Minha, eternamente, é o que desejo,
Amando assim, a ti, por todo o sempre,
Reconhecendo a cada passo, em cada beijo:
Indiviso céu de amor, sempre presente.
Ligar as nossas vidas, minha vida
Urdindo só de sonhos nossos dias,
Calar, só pra te ouvir, minha querida,
Expulsará de meus versos a elegia.

Conseguir realizar estes anseios,
Unindo nossos passos e destinos,
Para mim é o mais doces dos enleios:
E o sonho que sonhei desde menino.
Luta haverá, mas com ardor
Lutaremos em prol do paraíso
Oculto no universo deste amor:

Findando as dores na força dum sorriso!
Assim por mais que o tempo troque as estações
Remansando a paixão que nos devora,
Indiscutivelmente em nossos corações:
Amor haverá, inalterável, como agora.

Teu

Paulo


Rio de Janeiro, 17/12/1977.



Comente, divulgue e visite nossos Blog

Nenhum comentário:

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...