quinta-feira, 29 de abril de 2010

Nova UPP do Borel e mais 6 comunidades, na Tijuca, terá o maior efetivo

Bandeiras do Brasil e do Bope hasteadas em ponto onde antes traficantes observavam movimentação | Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia

Nova UPP terá o maior efetivo

Cerca de 500 policiais vão atuar nas sete comunidades ocupadas na Tijuca

Rio, 29 de abril de 2010 - A primeira UPP da Zona Norte será também a com o maior efetivo até o momento. Segundo o comandante da PM, coronel Mário Sérgio Duarte, cerca de 500 policiais vão atuar nas sete comunidades ocupadas ontem na Tijuca. O capitão Bruno Amaral, do 7º BPM (Alcântara), vai assumir a unidade, a primeira que também abriga favelas até então dominadas por facções rivais.


“A base da UPP deve ficar no Borel, mas existe a possibilidade de termos postos avançados em outras comunidades pacificadas. Tudo deve estar funcionando até o fim de maio”, disse o comandante.

As ruas do Borel estavam pouco movimentadas, quando o Bope chegou pela Rua São Miguel, às 8h40. Avisados pelo governador Sérgio Cabral de que a ocupação começava ontem, moradores preferiram sair de casa depois do início da operação. Pela Floresta da Tijuca, um grupo de policiais ‘tomou’ a parte alta das comunidade, ainda na madrugada.

Tijuca recebe sonho de paz com braços abertos

“Vim de Portugal ainda jovem e sempre me respeitaram porque eu vivia de boca fechada. Para sobreviver na favela, tem que ser assim. Meu maior medo eram os tiroteios na hora de sair ou chegar em casa”, disse o aposentado José da Costa, 80 anos.



Uma novidade na operação foi que policiais puderam checar dados sobre a ficha criminal e toda a rede de identificação no Centro de Comando e Controle — um trailer levado para o Borel —, agilizando o encaminhamento de suspeitos à delegacia e a verificação de carros e motos roubadas. PMs utilizaram a retroescavadeira ‘Transformer’ para retirar entulho das vias principais e pintaram paredes pichadas com inscrições de facção. Ocupamos simultaneamente sete comunidades. A amplitude da área é o maior desafio”, disse o tenente-coronel Paulo Henrique Moraes, do Bope.

Mais de 200 homens estão em sete favelas da Tijuca

A unidade provisória será montada no alto da Chácara do Céu, local de fácil distribuição de tropas pelas demais favelas. A ‘sede’ ficará ao lado de um campo de futebol, onde ontem as crianças brincavam. Uma equipe da PM se posicionou no cruzeiro, ponto mais alto, onde o Exército hasteou bandeira do Brasil durante a Operação Rio, em 1994. No caminho, ouviram provocações de traficantes do Morro do Andaraí e encontraram cápsulas de fuzil AK-47 deflagradas.

Na Casa Branca, um detalhe chamou a atenção dos PMs: a boca de fumo de maior movimento ficava numa praça ao lado de prédio da prefeitura, onde funciona o Cemasi Creche Professor Paulo Freire. A ousadia era tamanha que os bandidos instalaram tomadas nos troncos das árvores, ‘roubando’ energia elétrica da creche. Ali, bandidos esconderam baterias de celulares e carregadores de pistolas e outros objetos. Moradores contaram que as crianças ficavam assustadas a caminho da escola. “Vamos voltar a ter paz no morro, viver sem medo, sem susto”, disse a secretária Fernanda Silva Araújo, 23 anos.

Trio foge de morro para apartamento

A denúncia de que três jovens tinham invadido o apartamento de uma mulher na Rua São Miguel, tentando fugir do Borel, levou policiais do 6º BPM a cercar o prédio, por volta de 6h. Escondidos no imóvel de uma moradora de 65 anos, eles tentaram se passar por filhos dela. Um dos rapazes escapou e invadiu o apartamento de outra idosa, de 70 anos, que passou mal e foi levada para o Hospital do Andaraí.

Os três acabaram descobertos, mas só Rafael Alves Peixoto, 20 anos, que já tinha passagem pela polícia, ficou preso. A mãe dele, Maria Célia Alves dos Santos, 52, disse que fez de tudo para afastá-lo do crime. O comandante do Bope disse que já esperava que bandidos fugissem para apartamentos. Há suspeitas de que traficantes tenham alugado imóveis na região.

Durante o dia, um homem foi preso com 309 papelotes de cocaína e 14 pessoas foram detidas para averiguação. Três delas, sendo um menor, eram foragidas da Justiça. Na casa do gerente do tráfico da Chácara do Céu e Casa Branca, Silas Playboy, PMs apreenderam um laptop com fotos de bandidos. Enterrado na mata, num saco plástico, havia uma pistola, carregadores, munição e contabilidade do tráfico. Em outros locais, os ‘caveiras’ apreenderam material para embalar drogas, frascos de cheirinho da loló e papelotes de cocaína.


Reportagem de Bartolomeu Brito, Paula Sarapu e Vania Cunha

Fonte O Dia

Nenhum comentário:

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...