Tortura: assine para que sejam abertos os arquivos da repressão


Nunca é tarde para se saber a verdade


Como é de seu conhecimento, a OAB/RJ lançou no dia 16 de abril a Campanha pela Memória e pela Verdade, em defesa da abertura dos arquivos da repressão política na ditadura militar.

A abertura dos arquivos não é uma questão menor. É indiscutível o direito de as famílias dos desaparecidos políticos saberem o que lhes aconteceu, receberem seus restos mortais e dar-lhes uma sepultura digna.

Artistas consagrados - como Fernanda Montenegro, Glória Pires, Osmar Prado, José Mayer, Eliane Giardini e Mauro Mendonça - aderiram à campanha e aceitaram gravar depoimentos gratuitamente.

Emissoras como as TVs Globo, Brasil, Senado e Comunitária, GNT, Multishow, Telecine e MTV estão veiculando as gravações, sem qualquer ônus para a OAB/RJ, o que também ocorre com os grupos de cinemas Unibanco e Estação.

O Conselho Federal da OAB, outras seccionais e vastos setores da sociedade apoiam a iniciativa.

Um dos instrumentos da campanha é um abaixo-assinado, que posteriormente será entregue às autoridades do Executivo e do Legislativo e que está postado no nosso site na internet. Lá podem ser feitas adesões.

Solicitamos, então, que o colega se some à campanha, firmando o abaixo-assinado e sugerindo que amigos também o façam.

Só quem tem a ganhar com a ampliação dessa iniciativa é a democracia.


Wadih Damous
Presidente da OAB/RJ

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para Oxossi

A guerra perdida: 31 vítimas de bala perdida em 31 dias, no Rio de Janeiro.

A França não merece perdão