MÃES NÃO SE RENDEM JAMAIS...





Mulheres do movimento Mães do Brasil fazem passeata por jovens desaparecidos no Rio


RIO - Cerca de 20 mães do movimento Mães do Brasil fizeram uma passeata da Cinelândia até a Central do Brasil na tarde desta terça-feira. Durante a manifestação, elas aproveitaram para entregar ao secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, um dossiê sobre o desaparecimento de 14 crianças e adolescentes, entre elas Larissa Gonçalves Santos, seqüestrada em 31 de janeiro na Favela Barreira do Vasco, em São Cristóvão. (Veja fotos da passeata)

O documento com relatos das mães e testemunhas dos seqüestros é resultado de uma investigação da ONG Portal Kids realizada durante quatro anos, e que levou a prisão, no último dia 7 de fevereiro, de Fernando Marinho de Melo. Desde 2004, o Portal Kids investiga Fernando, também apontado como suspeito de participar do seqüestro de Thais de Lima Barros, de 9 anos, ocorrido em 22 de dezembro de 2002.

As informações reunidas pelo Portal Kids, segundo a presidente da Ong, Wal Ferrão, apontam Fernando como suspeito de vários outros seqüestros de crianças e, segundo a família de Larissa, teria sido reconhecido por oito testemunhas do seqüestro. Além da investigação, as Mães do Brasil entregaram ao secretário um pedido para que o caso de Larissa continue sendo investigado pela 17ª DP (São Cristóvão) até sua conclusão.

Larissa estava sozinha em casa com um primo de 8 anos, na Barreira do Vasco, quando foi seqüestrada. Segundo a família, testemunhas teriam dito que o suspeito entrou na casa alegando que ia consertar uma TV e um rádio e pediu que ela entrasse no carro com ele. De acordo com um taxista, os dois desceram na Rua Uruguaiana, perto do Camelódromo, onde um ambulante teria visto a menina mordendo o braço do homem.


Fonte: O Globo.

Comentários

linacir disse…
Muito me preocupam os desaparecimento de pessoas ,principalmente ,de jovens e crianças.Só que não entendo como a lei permite que crianças com apenas 13 anos incompletos possam embarcar sem autorização dos pais ou responsáveis.Aqui em Santos,por exemplo,qualquer criança desta idade pode embarcar na rodoviária e sair livremente.Peço o apoio de vcs para tentar-mos mudar esta lei.Já tenho um abaixo-assinado,correndo por aqui.Muito grata em sucesso nesta luta.

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para Oxossi

A guerra perdida: 31 vítimas de bala perdida em 31 dias, no Rio de Janeiro.

A França não merece perdão