terça-feira, 30 de março de 2010

Frases alvinegras: A Crônica do Pereirão


O Glorioso, cada vez mais


C.Pereira*


Neste começo de ano – 2010 parece mudar muito o Botafogo em relação ao ano passado – recolho, não ao acaso, algumas frases de livros que, direta ou indiretamente, falam sobre o Glorioso Botafogo de Futebol e Regatas, “campeão desde 1907” e as passo aos inúmeros botafoguenses que diariamente entram nesta página para saber das novidades do seu clube de coração.

De Sandra Moreyra, na orelha do livro “Nilton Santos, minha bola, minha vida” : Não sou uma jornalista de esportes. Sou uma botafoguense.”

De Armando Nogueira, no prefácio do mesmo livro: “Com o tempo, tornei-me jornalista. Já não podia mais viver o deslumbramento de simples torcedor (do Botafogo). Escrever o prefácio deste livro é apenas a extensão de um privilégio que a vida me concedeu.”

De Paulo Mendes Campos, no seu livro “O gol é necessário”: “O Botafogo é mais abstrato do que concreto; tem folhas-secas; alterna o fervor com a indolência; às vezes, estranhamente, sai de uma derrota feia, mais orgulhoso e mais botafogo do que se houvesse vencido. Enfim, o Botafogo é um tanto tantã. E a insígnia do meu coração é também uma estrela solitária.”

De Lúcio Rangel: “Sabe de uma coisa? Eu não gosto de futebol, gosto é do Botafogo”.

De Mário Filho: “Não há clube de mais sensibilidade à flor da pele, com mais orgulho de Grande de Espanha do que o Botafogo.”

De Armando Nogueira: “Botafogo é bem mais que um clube – é uma predestinação celestial.”

De Nelson Rodrigues: “O Botafogo é o clube mais passional, mais siciliano, mais calabrês do futebol brasileiro.”

De Vinicius de Moraes: “ No Rio, a formação da identidade passa, também, pela eleição de um time de futebol. O poeta, fiel à sua infância, escolhe o Botafogo. Não freqüenta os estádios. Não lê o noticiário esportivo. Não ouve as transmissões pelo rádio. Mas, se perguntam seu time, afirma: “Botafogo”.Não se trata de uma paixão, mas de uma senha para a cidadania.”

De C.Pereira ( O Pereirão) : “Paixão da minha vida desde que me entendi de gente, o Glorioso de General Severiano, o querido Botafogo de Futebol e Regatas, é uma das razões do meu existir. Por ele, até morrer, me alegrarei nas vitórias e chorarei suas derrotas. Esse amor é eterno”.


*C.Pereira é jornalista e alvinegro, não necessariamente nessa ordem


Fonte: Blog Fogo Eterno

Nenhum comentário:

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...