sábado, 27 de fevereiro de 2010

Adotados pelo tráfico







Os "paizões"















Crianças monitoram trânsito por pedras de crack


Viciado interrompe o tráfego para o bonde do tráfico armado passar / Foto de Pablo Jacob

Os viciados interrompem o trânsito e apavoram os motoristas. Os carros param e o bonde passa. Como pagamento, os craqueiros ou cracudos, como são chamados no encontro da Avenida dos Democráticos com a Dom Helder Câmara, recebem algumas pedras. Os traficantes as jogam no chão e as crianças protagonizam uma disputa violenta por cada pedaço de crack.


Clique aqui e veja a fotogaleria dos traficantes e seu arsenal de fuzis

A morte em vida causada pela droga impede uma boa estimativa quanto à idade dos usuários. Parecem ter de 10 a 15 anos, mas podem ser mais ainda mais novos e estarem envelhecidos pela pedra. Um dos viciados exagera no trago e procura apoio no poste e na barraca de X-Tudo. O jovem cambaleia, tenta resistir ao efeito do crack, mas é vencido. Ele senta no meio fio do comércio e se abaixa. Desiste de lutar.

Jovem é vencido pelo crack / Foto de Pablo Jacob

A campana do EXTRA na esquina do medo também flagrou uma boca de fumo, com bandidos vendendo crack, cocaína e maconha, na Democráticos. Vans e táxis param no local para comprar a droga. A negociação acontece pelo vidro ou na calçada, depois do desembarque dos viciados. Os craqueiros disputam os carros quase a tapa. A cada dez minutos, taxistas deixam pessoas que vão para o interior do Jacarezinho e de Manguinhos. O horário de entrada pode ser marcado, mas ninguém sabe quando ou se vai sair.


Clique e veja a fotogaleria com os usuários de crack


Craqueiro 'fiscaliza' o trânsito da Dom Helder Câmara / Foto de Pablo Jacob

Leia tudo sobre o caso:

Entre Manguinhos e o Jacarezinho, quem manda é o tráfico

Freada brusca na frente de traficantes pode acabar em tragédia

Em dias de baile, movimento de traficantes e táxis aumenta na favela

PM sabia, mas não acabou com o terror no Jacarezinho

UPP e Cidade da Polícia são resposta para tráfico do Jacarezinho

Jacarezinho: traficantes são ídolos de crianças na esquina do medo

Apreensões de armas caem 25%

Deputado critica falta de UPPs na Zona Norte


Fonte Jornal Extra

Nenhum comentário:

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...