ESPERA DESESPERADA

Sábado, Novembro 25, 2006



ESPERA DESESPERADA





por Paulo R. de A. David



Preciso de teus braços toda noite...
Quando a natureza emudece
os tímpanos
e se recolhe em sombras.


Preciso de teus beijos
para a revelação,
para a minha boca vazia,
em meu corpo
trançado de solidão.


Preciso mergulhar feliz
e calar meu grito desesperado,
como a lua faz...
na imensidão do mar.


Preciso mergulhar em ti,
a começar
nos lábios!

Visite nosso Blog.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para Oxossi

A guerra perdida: 31 vítimas de bala perdida em 31 dias, no Rio de Janeiro.

A França não merece perdão