sexta-feira, 5 de janeiro de 2007

UMA ELITE SEM PUDOR















UMA ELITE SEM PUDOR




por Paulo R. de A. David


Faltam seis dias para a vitória sobre a elite sem pudor.

Todo cuidado é pouco.

Não deixemos quedar esquecidos os grandes golpes que, no passado, a elite impôs ao povo. E que nos sirvam de lição e norte para nossa caminhada.

Temos memória, ao contrário do que sempre propagaram e propagam. O que não tínhamos era o poder da comunicação que estava apenas restrito aos meios de comunicação que servem aos senhores do capital em detrimento do Brasil e do povo brasileiro.

Agora temos! Através das telas de nossos computadores somos arautos e guerreiros que empunham o estandarte da Democracia e da Justiça Social.

Se os golpes contra Lula e contra a Democracia não resultaram em êxito para essa corja mais que conhecida, que vai de ACM a Arthur Virgílio, encaixando todo o espectro de pessoas da mais reconhecida falta de escrúpulos e ética: é porque nós, nós que somos o povo brasileiro e temos memória: impermitimos!

E como o fizemos? Cavalgando pela grande rede que formamos e que se tornou o QUINTO PODER.

Hoje, somos imbatíveis. Já tínhamos a ética e a coragem. Agora, temos o veículo e as armas.

O veículo são nossos computadores interligados.

As armas: nossas idéias e ideais.

Não mais estamos à mercê do estelionato da mídia que pertence às elites!

Por isso Lula vencerá as eleições.

As elites não se envergonham do despudor.

Por isso serão os derrotados que não têm, como sempre, vergonha do que já nos fizeram.

Sim, senhoras e senhores, atenção com a tucanada-pefelista. São capazes de quase tudo quase, pois não são capazes de nos derrotar), porque nunca tiveram vergonha na cara!

Brasil, 24 de setembro de 2006.

Nenhum comentário:

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...