terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Delegacias sem presos


CNJ anuncia meta zero de presos em delegacias

Brasília, 19 de janeiro de 2009 - O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, anunciou na segunda-feira (18/01) o compromisso do CNJ de perseguir uma meta zero de permanência de presos em delegacias. Durante a cerimônia de inauguração da Vara de Execução Penal (VEP) Virtual no Rio de Janeiro, Mendes ressaltou que não é adequado manter presos em delegacias por tempo indeterminado aguardando citações judiciais. ;Isso é uma grave violação dos direitos humanos e nós vamos começar pelo Rio esse novo desafio;, comentou o presidente do CNJ. Conforme levantamento do Conselho há atualmente, em todo o país, 56.477 presos em delegacias.

A tecnologia virtual, que será utilizada na VEP inaugurada no Rio de Janeiro na segunda-feira (18), impede que as pessoas fiquem presas além do tempo previsto em pena. O sistema da nova VEP do RJ avisará ao magistrado quando um preso tiver direito a algum benefício, a exemplo da progressão de regime, sem que o advogado ou o defensor público precise intervir, alertando sobre o prazo. A permanência de presos em delegacias é um problema constatado em alguns estados do Brasil pelos mutirões carcerários do CNJ, que revisam a situação das pessoas que cumprem pena no Brasil. Como resultado dos mutirões, 94.842 processos foram analisados nos 18 estados visitados, o que resultou na liberdade de 18.916 detentos que tinham direito ao benefício.

Fonte: Agência CNJ de Notícias

Nenhum comentário:

Meu filho

Tenho em minha vida o homem mais doce que existe, meu filho. Quem tem a felicidade de conhecê-lo, sabe disso. Um cara amigo, leal, com ...