PRÁTICA DOS ANOS DE CHUMBO DE VOLTA


Encontrados corpos de rapazes moradores da Providência



RIO - Foram encontrados neste domingo, no Aterro Sanitário de Gramacho, em Duque de Caxias, os corpos dos três jovens moradores do Morro da Providência, desaparecidos desde a manhã de sábado. A notícia foi confirmada nesta tarde pelo delegado Ricardo Dominguez, titular da 4ª DP (Central do Brasil).

Parentes dos rapazes acusam militares do Exército de terem seqüestrado os três e os entregado para traficantes do Morro da Mineira, no Catumbi. A assessoria de comunicação da Força nega. Em protesto contra a morte dos jovens, cerca de 150 moradores da Providência resolveram ir a pé da Praça do Santo Cristo até o Comando Militar do Leste (CML).

Neste sábado, após a notícia do sumiço dos rapazes, moradores atearam fogo em um ônibus e depredaram outros nove, na Zona Portuária do Rio. O Comando Militar do Leste informou que três suspeitos foram detidos por desacato e levados ao comandante da tropa. Segundo o Exército, eles foram liberados depois de ouvidos. A partir daí os soldados não teriam tido mais contato com os três.

Moradores da comunidade da Providencia em protesto contra três jovens que foram detidos pelo Exeécito, atearam fogo em um ônibus no Viaduto de acesso ao Santo Cristo, no Centro do Rio de Janeiro / Foto: Hipólito Pereira - O Globo

Os rapazes foram vistos pela última vez por moradores na madrugada de sábado voltando de uma festa. Testemunhas dizem que eles foram abordados por soldados e um dos jovens teria reagido. Os três, então, teriam sido agredidos pelos militares.


Polícia e Exército enfrentam tiroteio

Ao chegarem ao morro pela manhã, neste sábado, a polícia e o Exército entraram na comunidade e começou um tiroteio por cerca de 20 minutos. Os manifestantes queimaram o coletivo na altura do viaduto que dá acesso à comunidade de Santo Cristo.

Alguns moradores ficaram feridos por estilhaços de bombas. Há marcas de tiros nas paredes, nos carros e em muros de casas. A Polícia Militar foi chamada para reforçar a segurança. No fim da tarde, houve mais tumulto e uma pessoa foi presa.

Uma moradora disse que conversou com o capitão do Exército responsável pelo patrulhamento no morro. Ele teria explicado o que aconteceu com um dos meninos.

- Me garantiu que ele ficou lá uma hora só para tomar uma dura, um corretivo porque ele estava exaltado. Depois de uma hora, botaram ele no jipe e deixaram ele na Presidente Vargas - disse a mulher que preferiu não se identificar.

Desde dezembro do ano passado, cerca de 200 homens do Exército ocupam o Morro da Providência. Eles são responsáveis pela segurança de um projeto do Governo Federal para a revitalização de casas do morro.

Parentes dos três rapazes desaparecidos foram ouvidos na delegacia do Centro.


Fonte O Globo e Extra

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração para Oxossi

A guerra perdida: 31 vítimas de bala perdida em 31 dias, no Rio de Janeiro.

A França não merece perdão